Abaixo as princesas 4

Os livros de hoje são para crianças mais velhas (e adultos também, por que não?) e fecham, pelo menos por enquanto, a lista.

A menina que navegou ao Reino Encantado no barco que ela mesma fez é uma história incrível que recomendo para qualquer pessoa que goste de contos de fadas e histórias fantásticas, independentemente da idade. Setembro é transportada para o Reino Encantado, onde descobre que as coisas não vão tão bem. A história que segue é muito mais sombria do que as versões disneyficadas dos contos de fadas com que as crianças estão acostumadas. O mundo que Valente cria é muito mais próximo dos contos originais, ou do Alice no país das maravilhas. Aliás, já vi várias pessoas traçando a comparação entre este último e A menina… , não só pela temática, mas pela qualidade. Em termos de representatividade, este livro é possivelmente o melhor de toda a lista. Setembro é uma menina criativa, engenhosa e corajosa, o que se percebe por todas as suas interações no Reino Encantado (e em particular pelo tal barco que ela mesma faz). Para além disso, a antagonista da história e uma grande quantidade de personagens secundárias são também mulheres e meninas. Por mais que os dois companheiros de Setembro sejam personagens masculinos, a impressão é de uma história sobre mulheres. Valente escreveu duas continuações para o livro, The girl who fell beneath Fairyland and led the revels there, que também é fantástico, e The girl who soared over Fairyland and cut the moon in two, que ainda não li. Nenhum dos dois foi traduzido ainda, infelizmente. Fico torcendo para que isso ocorra, mas, enquanto isso, a história de A menina que navegou ao Reino Encantado no barco que ela mesma fez já vale a leitura.

Coraline é mais um livro escrito pelo Neil Gaiman, desta vez para crianças mais velhas. Coraline é uma menina que acaba de se mudar para uma nova casa com seus pais hiper-ocupados. Um dia, descobre uma passagem para um mundo aparentemente encantado onde sua Outra Mãe a espera. Rapidamente, esse novo mundo passa de convidativo a assustador. Coraline compartilha muitas das características de Setembro: inteligente, corajosa, altruísta. O livro também é cheio de personagens femininas, começando pela mãe de Coraline, passando pelas srtas. Spink e Forcible e chegando na Outra Mãe. É o mais assustador dos dois livros de hoje, mas, segundo Neil Gaiman, “de forma geral, Coraline […] é muito mais perturbador para adultos do que é para crianças, que tendem a lê-lo como uma aventura” (“As a general rule, Coraline […] is much creepier for adults than it is for kids, who tend to read it as an adventure.”)*É possível que vocês já conheçam o filme. Apesar de ser fã do Henry Selick e da Laika (o estúdio de animação), tenho que dizer que o livro é melhor, não só em termos da história como um todo, mas especificamente em termos de representação. O personagem Wybie não existe no livro. No filme, ele fica encarregado de ajudar Coraline de uma forma que reduz sua agência e perspicácia e retira dela o mérito de ter salvado a si própria. Por outro lado, não há motivo para quem tenha gostado do filme não gostar do livro, então recomendo Coraline para qualquer fã do filme de Selick também.

*Em: http://journal.neilgaiman.com/2009/01/is-coraline-right-for-insert-age-here.html

Tagged , , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: